Blog

A septoplastia é uma cirurgia para corrigir desvios.

Septoplastia: entenda mais sobre esse procedimento e quando é necessário

POR drerickoliveira | jul 11, 2022 | Cirurgia Plástica

A septoplastia é um procedimento cirúrgico muito comum. Isso porque, segundo a Associação Americana de Otorrinolaringologia, mais de 80% da população tem algum desvio no septo. 

Esse desvio no septo pode acarretar uma série de desconfortos, como dificuldades em respirar e sangramento nasal. E a septoplastia muitas vezes, é a única solução. 

A Rinoplastia muitas vezes é confundida com a septoplastia, por se tratarem de procedimentos cirúrgicos no nariz. 

Mas, mesmo que as duas possam ser feitas em conjunto, elas têm finalidades diferentes. No entanto, o Especialista em Rinoplastia é habilitado para ambos procedimentos. 

Quer saber mais sobre o que é septoplastia e como esse procedimento cirúrgico pode te ajudar a respirar melhor? Acompanhe o conteúdo. 

O que é septoplastia?

A septoplastia ou rinoplastia funcional, como também é conhecida, é um procedimento cirúrgico que tem como finalidade corrigir desvios no septo. 

Por se tratar de uma cirurgia que compreende a parte estética, é fundamental que seja feita por um cirurgião plástico. Afinal, qualquer problema pode deixar marcas no rosto para sempre. 

Durante o procedimento cirúrgico, o especialista vai realocar o septo, deixando-o adequadamente posicionado para melhorar o desempenho respiratório. 

A septoplastia é bem comum e recomendada para boa parte dos casos de desvio no septo. Para confirmar a necessidade, se faz importante a busca por um profissional especializado para acompanhamento. 

Deve-se fazer o acompanhamento do seu desvio no septo com um médico sempre que possível, para determinar corretamente causas e possíveis tratamentos. 

O que pode causar o desvio de septo? 

O desvio no septo pode ser congênito ou adquirido. No desvio de septo congênito, a alteração da anatomia do septo ou sua má formação está presente já no início da formação do septo. Ou seja, dentro da barriguinha da mãe, nas primeiras semanas de gestação.

No desvio de septo adquirido, a alteração se manifesta em sua evolução ao longo dos anos, podendo sinalizar seu desvio através da estética nasal ou de uma involução respiratória.

Problemas respiratórios oriundos da anatomia oronasofacial e traumas são suas maiores causas. Na verdade, muitas vezes o septo sofre um desvio para que você continue respirando e não o contrário. 

Mas essa não é a única maneira que o desvio no septo pode se desenvolver. Durante toda a vida ele pode acontecer, caso você tenha tido algum tipo de trauma ou fratura no nariz. 

Em resumo, o desvio no septo é o posicionamento errado desta cartilagem nasal, que pode ter causas em uma cicatrização em posição indevida. Ou do seu deslocamento ativo por conta de alguma insuficiência de passagem de ar por uma de suas narinas. 

Para evitar o desvio no septo, sempre que houver algum trauma na criança, ou até mesmo no adulto, recorra imediatamente ao hospital para exames e reparo correto. 

A septoplastia é capaz de trazer melhorias funcionais.

Quando a septoplastia é o processo mais adequado? 

É sempre importante lembrar que todo e qualquer procedimento cirúrgico só pode ser recomendado depois de intensa avaliação médica. 

Portanto, saber quando a septoplastia é o processo mais adequado depende de cada tipo de desvio e do tratamento já efetuado. Alguns pacientes com leve grau de desvio no septo nem sempre devem passar pela a cirurgia. 

Alguns fatores como sintomas leves são levados em consideração. É importante realizar o diagnóstico para saber se a septoplastia é indicada, principalmente porque o desvio no septo pode ser confundido com rinite alérgica, por exemplo.

A rinite alérgica gera a obstrução nasal constante, um sintoma muito comum de pacientes que já apresentam desvio de septo. 

Já os casos que apresentam o ronco que perdura a noite toda, dores de cabeça constantes, e sangramento nasal, acompanhados de um sério desvio de septo, possivelmente a septoplastia será determinante. Uma vez que somente o procedimento cirúrgico causará bem-estar. 

Como é a cirurgia? 

A septoplastia pode ser feita com incisões na pele, quando dentro da mesma cirurgia têm-se a intenção de realizar a rinoplastia estética conjunta. Ou por vídeo, quando sua abordagem é mínima ou simplesmente não tem a intenção de mexer esteticamente no nariz.

Em procedimentos estéticos menores, também é comum o cirurgião utilizar o vídeo para realizar algum reparo no septo. E até mesmo capturar porções de cartilagem do septo avariado para a modificação da estrutura nasal, remodelando os ossos e as cartilagens.

O procedimento busca modular a saída de ar para que ela tenha a amplitude normal. A anestesia geralmente é a geral com controle de saturação, por ser a alternativa mais segura para o paciente e cirurgião. O tempo de cirurgia pode variar de acordo com cada caso e o grau do desvio.

Nos procedimentos de rinosseptoplastia (quando realizado os dois procedimentos juntos, isto é, estético e funcional) ou apenas de septoplastia, a videoendoscopia permite também otimizar o tempo da cirurgia.

Pois, esse método pode ajudar na visualização da cirurgia, quando tudo é feito internamente, de uma maneira mais rápida, diminuindo assim a exposição do paciente ao centro cirúrgico. 

No entanto, caso o paciente procure harmonização do nariz por meio de fios de sustentação ou preenchimentos absorvíveis orgânicos menos invasivos, além da resolução do desvio de septo, a rinoplastia pode ser feita simultaneamente. Isso ajuda quem busca pelos dois procedimentos. 


O que esperar dos resultados

Quando a septoplastia é feita, a principal intenção é que o paciente tenha qualidade de vida, sem os sintomas do desvio de septo que tanto incomodam. 

Por isso, em algumas semanas é feito o acompanhamento, para saber se algum desconforto ainda persiste. Quando a causa de obstrução nasal e todos seus desconfortos respiratórios se dão estrictamente pelo desvio do septo, são raros os casos em que estes sintomas voltem. 

Com o desvio do septo bem posicionado o ar passa a transitar com um fluxo otimizado,  e o paciente pode respirar livremente, sem o ronco, sangramento nasal, alergias e até as dores de cabeça incessantes. 

A septoplastia pode contribuir para o bem-estar das pessoas.

Entenda o que é a rinosseptoplastia e para quais casos ela é indicada

Existem algumas diferenças entre a rinoplastia e a rinosseptoplastia. No entanto, em ambos os casos, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica indica a busca de um profissional especializado no procedimento. 

Isso porque, elas necessitam de uma técnica específica que preserve a harmonia do rosto. Mesmo que uma delas não tenha somente a finalidade estética. 

Enquanto a rinoplastia é fundamentada na harmonização do rosto, ou seja, tem o motivo mais estético. A rinosseptoplastia busca resolver o problema de desvio do septo juntamente com o procedimento estético. 

Mudanças no nariz com total segurança? Conheça o Dr. Erick Oliveira

O desconforto é o principal motivo de quem procura fazer a septoplastia. Viver com dificuldades para respirar diminui a qualidade de vida significativamente. 

Por isso, não hesite em buscar ajuda de um profissional. O Dr. Erick Oliveira é especialista em rinoplastia, reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e pode te ajudar a ter seu bem-estar. 

Procure agendar a sua consulta para saber qual é a melhor forma de cuidar da sua saúde!