Blog

A rinoplastia secundária é uma ótima forma para chegar a um bom resultado na estrutura nasal.

Rinoplastia secundária: vantagens, riscos e o que saber dela

POR drerickoliveira | jun 7, 2022 | Cirurgia Plástica, Rinoplastia

Você sabia que a rinoplastia secundária pode ser uma solução para quem não está satisfeito com os resultados de uma outra cirurgia? 

Pois é, ao longo deste conteúdo explicaremos como esse procedimento funciona e quais são os detalhes envolvidos em uma nova intervenção no nariz. 

A Rinoplastia é um procedimento que pode ajudar a resolver várias demandas, seja no formato, tamanho do nariz e questões funcionais. Mas para obter bons resultados, é preciso ter o acompanhamento de um Especialista em Rinoplastia

No entanto, caso você esteja insatisfeito com seu nariz, mesmo após um procedimento como esse, saiba mais sobre algo que pode te ajudar! 

Afinal, o que caracteriza uma rinoplastia secundária?

A rinoplastia secundária, ou rinoplastia revisional, é um procedimento de correção para resultados não satisfatórios de uma primeira cirurgia. 

Ou seja, sua função é justamente acertar pontos que ficaram a desejar em um procedimento prévio. 

Dessa forma, ela pode atender diferentes necessidades, que foram causadas por técnicas incorretas ou escolhas que prejudicaram o paciente de alguma forma. 

Por exemplo, há situações em que uma rinoplastia mal feita pode causar falhas funcionais, que vão atrapalhar a respiração da pessoa. 

Uma redução da via nasal é capaz de impactar na capacidade respiratória, chegando a afetar o sono e resultando em distúrbios.

Além disso, não podemos esquecer que um procedimento feito de forma errada pode resultar em falhas estéticas. Inclusive, sendo algo que pode afetar bastante a autoestima de um paciente. 

Portanto, esse procedimento é uma solução para corrigir possíveis falhas que estão incomodando uma pessoa que já passou por uma cirurgia. 

Fatores a se avaliar antes de uma rinoplastia secundária

Como explicamos, a rinoplastia secundária é a solução para correção de certos problemas resultados de uma cirurgia anterior. 

No entanto, antes de realmente optar por esse procedimento, é ideal ter a opinião de um especialista e se atentar a alguns detalhes. 

O primeiro deles é considerar o tempo transcorrido após o procedimento. Isso porque, mesmo depois dos primeiros meses de recuperação, ainda é possível que o nariz passe por transformações. 

É por isso que a cicatrização completa de uma rinoplastia só pode ser conferida após um ano do procedimento. Pois é nesse momento que a estrutura enfim estará definida. 

Logo, para realmente saber se o nariz deve passar por outra cirurgia é preciso esperar os resultados definitivos. E claro, contar com a avaliação de um profissional que irá analisar a estrutura nasal e entender qual a intervenção mais adequada. 

rinoplastia secundária é uma opção para corrigir resultados não agradáveis.

Segunda rinoplastia e possíveis complexidades

A rinoplastia secundária tende a ser um procedimento mais complexo e, inclusive, pode demorar mais tempo. Afinal de contas, o profissional estará trabalhando com uma nariz que já passou por uma intervenção. 

Logo, tecidos já foram modificados e a própria estrutura pode ficar ainda mais delicada. É comum que os tecidos fiquem mais fibrosos e, em alguns casos, não são suficientes para fazer outra cirurgia. 

Dessa forma, por não haver uma estrutura intocada, livre de modificações, é fundamental que o profissional tenha um cuidado redobrado. Ao mesmo tempo, a avaliação prévia é indispensável. 

Para se ter ideia, quando há pouco tecido disponível para fazer essas mudanças, alguns profissionais optam pelos enxertos. Assim, eles retiram cartilagem de outras partes do corpo e implantam no nariz. 

Riscos da rinoplastia secundária

Como explicamos, a rinoplastia secundária é um procedimento ainda mais delicado do que uma rinoplastia tradicional. Pelo nariz já ter sido modificado, a estrutura tende a ser mais frágil. 

Por isso, podem sim existir riscos envolvendo o estado da pele, assim como a cartilagem nasal. Até porque, essas partes internas e externas já passaram por algum comprometimento. 

Nesse sentido, é essencial que o médico avalie a consistência da pele e toda a parte interna para entender se o procedimento é seguro. Assim como para saber se é necessário tomar outras medidas, como o enxerto. 

Principais vantagens de realizar retoques em rinoplastia

Se você não está satisfeito com o resultado de um procedimento e pensa em fazer a rinoplastia secundária, saiba que esse procedimento pode oferecer vantagens. 

Primeiramente, é uma forma de ter melhorias na capacidade respiratória, evitando muito desconforto e até problemas mais sérios no futuro. Logo, é algo que pode contribuir com a sua saúde. 

Além disso, uma cirurgia no nariz mal feita pode acabar resultando em várias sequelas. Existem situações em que o nariz fica nitidamente torto, o dorso fica baixo, a ponta tem uma projeção inadequada e mais. 

Desse modo, além de um incômodo funcional, é possível que a pessoa sofra bastante com sua aparência. O nariz fica em uma região de grande destaque e qualquer desconforto afeta diretamente a autoestima. 

Por isso, esse procedimento pode ser de grande ajuda para resolver problemas estéticos e funcionais. 

Pessoa que pode aproveitar a rinoplastia secundária para chegar a um resultado harmônico.

Período ideal entre uma rinoplastia e outra

Para ver o resultado definitivo de uma rinoplastia, após uma cicatrização completa, é preciso aguardar em torno de um ano. Como dissemos, antes disso, o nariz pode sofrer mudanças naturais. 

Sendo assim, o período de 1 ano é o tempo mínimo entre uma cirurgia e outra. Inclusive, pode ser indicado esperar entre 1 a 2 anos para realmente avaliar o nariz e optar pelo procedimento. 

Como acertar na escolha do profissional de rinoplastia

Por toda a complexidade da rinoplastia secundária, é fundamental que você procure por um profissional renomado. 

Afinal de contas, só um especialista em rinoplastia poderá contar com toda a experiência e conhecimento necessários para uma abordagem satisfatória. 

A própria Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) aponta como é necessário contar com um médico habilitado para realizar uma rinoplastia. 

Neste momento, não deixe de conferir a opinião de outros pacientes, visitar a clínica do cirurgião e ter um contato mais próximo. Ao conhecer mais sobre o profissional, sua formação e experiência, você também pode ter mais segurança.  

Aprendeu sobre rinoplastia secundária? Conheça os serviços especializados do Dr. Erick Oliveira!

Após todas essas informações, você sabe como a rinoplastia secundária é um processo delicado. Mas que também pode oferecer ótimos resultados, corrigindo falhas de cirurgias passadas. 

E claro, devido a complexidade, é essencial contar com um profissional especializado. Por isso, você precisa conhecer o Dr. Erick Oliveira

Com ampla experiência no mercado, fellowship nos Estados Unidos e uma clínica bem estruturada, o Dr. Erick pode lhe oferecer um ótimo acompanhamento. 

Assim, aproveite para agendar uma consulta e passar por avaliação!