+55 11 4302-6467

+55 11 97604-8798

clinica@drerickoliveira.com.br

GINECOMASTIA ou MAMA MASCULINA

O que é Ginecomastia?

Ginecomastia é um termo médico para descrever seios/mamas aumentadas em homens. Você pode se surpreender ao saber que todos os homens têm tecido mamário. É o mesmo tipo de tecido mamário das mulheres, mas em quantidades muito menores. Na ginecomastia, o tecido mamário tende a crescer muito e geralmente fica localizado logo abaixo do mamilo / aréola. Muitas vezes, com a ginecomastia, essa massa de tecido aumenta drasticamente.

É comum que os seios masculinos engordem e até caiam, resultando em seios doentios, deformados e de aparência mais feminina.. Homens que vivenciam esse tipo de mudança na mama podem se sentir envergonhados e ficar muito constrangidos e até se afastam das atividades sociais e físicas. Estão sempre escondendo o peito, evitam camisas claras e justas que mostram os seios e, geralmente, mesmo os homens mais em forma raramente tiram a camisa em público e evitam a praia. O peito masculino ideal é bem definido e musculoso, o que significa força e masculinidade.

O que causa a ginecomastia?

A ginecomastia pode estar relacionada a muitas condições diferentes, desde alterações hormonais, aumento de estrogênio, excesso de gordura corporal, uma predisposição genética, mas a grande maioria dos homens com ginecomastia são completamente normais. Mesmo nessas situações, a ginecomastia é tratável. Parece haver certas idades em que os homens são mais propensos a desenvolver tecido mamário, especificamente na adolescência e depois dos 50 anos. Se você for adolescente, o risco de desenvolver ginecomastia é de cerca de 50-60%. Isso é bastante normal como resultado das alterações hormonais que ocorrem durante a puberdade e a condição geralmente se resolve espontaneamente, mas depois que a condição permanece estável por três anos é improvável que remeta e o tecido mamário deve ser removido. Em homens mais velhos, a ginecomastia pode se desenvolver em qualquer idade, mas torna-se mais provável entre os 50 e 60 anos. Os riscos são ainda maiores nesta faixa etária em aproximadamente 70%! Se você está acima do peso e tem seios aumentados, perder peso pode ajudar; esta é uma condição chamada pseudoginecomastia, em que os seios não são realmente feitos de tecido mamário, mas na verdade são apenas gordura.

Fatores que contribuem para a ginecomastia

Desequilíbrios hormonais – alguns homens produzem naturalmente mais estrogênio do que o normal ou têm algum outro hormônio desequilibrado. Gordura corporal excessiva – O aumento da gordura corporal nos homens geralmente se encontra no tecido mamário. Isso pode causar um aumento do estrogênio, que faz com que o tecido mamário cresça devido ao aumento do fluxo sanguíneo. Uso de esteróides – a ginecomastia é um efeito colateral comum do uso contínuo de esteróides. Os homens produzem naturalmente pequenas quantidades de estrogênio, entretanto, quando os esteróides são usados, os níveis de estrogênio aumentam, o que pode resultar no aumento dos seios. Medicamentos – Existem alguns medicamentos que são conhecidos por causar desequilíbrios hormonais, resultando no aumento do tamanho dos seios. Alguns desses tipos de medicamentos que causam ginecomastia, mas não estão limitados a, são: Avadart, Propecia, antidepressivos, valium e vários outros pró-hormônios tomados para aumentar a massa muscular. Drogas – maconha e drogas como heroína e anfetaminas podem causar isso. Beber muito álcool também pode.

Tipos de ginecomastia?

Ginecomastia de grau 1 – também conhecida como mamilos inchados. É aqui que o tecido glandular firme está localizado exclusivamente sob a área do mamilo / aréola. Ginecomastia de grau 2 – Onde o tecido mamário se estende sobre o músculo peitoral. O excesso de tecido mamário localizado na parte inferior do tórax com pele relativamente esticada. Ginecomastia de grau 3 – tecido mamário estendendo-se sobre a prega torácica. Ginecomastia de grau 4 – Tecido mamário estendendo-se até a área das axilas, mama caída e mamilo caindo 2 cm ou mais abaixo da prega torácica. Geralmente há um rolo de peito presente.

Visão geral da cirurgia de ginecomastia

O tratamento efetivo dessa mama aparente em um tórax masculino pode ser realizado por uma cirurgia de ginecomastia, também conhecida como redução de mama masculina. A cirurgia começa com uma incisão em uma área onde ela não aparecerá (no contorno da borda inferior da aréola ou sob a axila). O tecido mamário pode ser solto através de lipoaspiração ou pela utilizaçao do VASER (um dispositivo de ondas de ultrassom) e então removido diretamente pela área onde foi realizado a incisão.. O tecido denso sob o mamilo às vezes não pode ser removido, exceto por excisão direta, que então é removida através da incisão da aréola, se necessário, para que nenhuma cicatriz adicional seja feita. O resultado é um tórax liso, fino e revelador de músculos. Este procedimento é feito com pontos absorvíveis que não podem ser vistos e, geralmente, você pode voltar ao trabalho em alguns dias, dependendo de quanto tecido foi removido. Durante a cirurgia de ginecomastia, nosso foco é tratar o excesso de gordura, tecido mamário e pele da região mamária. Aqui estão alguns exemplos de como seu procedimento cirúrgico de ginecomastia pode ser, dependendo de sua graduação de ginecomastia.

EXCESSO DE GORDURA DA MAMA

Encontrado em quase todos os pacientes de ginecomastia. Essa gordura está centrada ao redor do mamilo / aréola, mas freqüentemente cobre todo o tórax. Isso geralmente é removido com a lipoaspiração apenas, se a causa for simplesmente excesso de gordura. Na maioria dos casos, a pele torna-se mais rígida, resultando em um tórax mais magro e mais muscular.

Para esses casos de redução de mama, a lipoaspiração por si só raramente é suficiente para remover a gordura e o tecido. O tecido geralmente precisa ser cortado. A incisão é normalmente localizada logo abaixo da aréola, onde está muito bem escondida e, com o tempo, desaparecerá até um ponto em que não será mais visível.

EXCESSO DE GORDURA, MAMA E PELE

Quando a gordura e o tecido mamário são removidos cirurgicamente, a pele geralmente retrai ou encolhe, resultando em uma boa aparência plana. Há momentos em que o homem tem pouca elasticidade da pele ou muito excesso de pele após a cirurgia. Nestes casos, a pele precisará ser removida para se obter o resultado desejado.

PÓS OPERATÓRIO

Após a conclusão da cirurgia de ginecomastia, o uso de uma camisa ou colete apertado(modelador cirúrgico) é necessário por uma semana, embora os resultados sejam óbvios imediatamente e continuem a melhorar por semanas.

Sou um candidato à cirurgia de ginecomastia?

Na verdade, é muito fácil determinar se você é um candidato à redução de mama masculina (cirurgia de ginecomastia). Um bom candidato à ginecomastia é, simplesmente, qualquer homem que se sinta constrangido com seus seios.